Toda minha ela é:

Essa solidão é minha. Somente a mim mostram suas curvas sinuosas que percorrem caminhos de desespero e parecem nunca chegar ao fim porque para haver o fim há de haver o começo e ele já desapareceu muito muito atrás. Mas há muitas outras curvas e outros caminhos e outras solidões.
Não quero me esbarrar com essas outras bifurcações mas vez em quando quase cometo esse erro. Essa solidão é minha. Não tente colocar seu quadrado de linhas tão meticulosamente certas dentro de meu círculo que se repete se repete se repete.
Está tudo no lugar em que tudo estivera desde o momento em que nada mais teve seu exato lugar.

Anúncios

Entrar pelos olhos:

Olhei para ti, para dentro de teus olhos e vi tristeza grande- vi desde o primeiro momento em que pousei a minha atenção sobre eles. Como uma onda imensa que parece surgir do nada e faz todos na praia correrem em fuga, veio uma vontade de devolver o brilho a eles. Poderia entregar o meu brilho a ti- juro que faria isso. Mas os meus olhos são opacos também. Então eu tentei compartilhar um pouco do que sinto contigo, tentei mostrar que a dor é onipresente e que sempre sempre sempre vai estar lá ou aqui, ou em qualquer outro lugar.
Agora que te conheci do jeito que conheço – que pode não representar tua totalidade, mas que sei que representa alguma coisa.  Eu vou ficar ao teu lado e: vai saber se um dia nós não compartilhemos a mesma dor e assim, olhando por esse ângulo, ela nem seja mais tão dor assim.