Fantasma.


IMG_20130721_162423

Pensando em qual o poder que as lembranças tem na nossa percepção da realidade, deparei-me com a descrição de Ambroise Paré para o fenômeno da dor do membro fantasma:
“Na verdade é uma coisa maravilhosamente estranha e prodigiosa, que seria difícil acreditar (salvo por aqueles que a viram com seus próprios olhos e a ouviram com os seus próprios ouvidos), que os pacientes se queixem amargamente, vários meses após a amputação, de ainda sentirem uma dor excessivamente forte no membro já amputado.”
A dor independe da proximidade e da coerência. Sua existência está condicionada somente a forma pela qual enxergo o que aconteceu. O que aconteceu não existe, o que existe é o que isso me causou. A minha perna nunca existiu e mesmo assim tudo que me resta agora é a falta. Nós nunca existimos e as lembranças do que não fomos fazem um vai-e-vem infernal na minha cabeça.
A vida, as pessoas, o mundo que me cerca e me esmaga: nada disso jamais existiu e jamais existirá a menos que seus significados cheguem a minha compreensão.
Eu nunca te entendi. Aceitei seus sistemas de vida e morte da forma que eles foram mostrados a mim. Aceitei a sua existência e a partir desse momento você passou a sempre existir. Você sempre esteve ao meu lado. Nascemos, crescemos e morremos juntos. O começo não existe. Não existe parâmetro de comparação dessa vida impregnada de você com aquela que levei até o dia em que te encontrei. O dia em que te encontrei não existe porque o momento antes desse encontro desapareceu. Você sempre esteve aqui. E a vida, essa sucessão de total intimidade e completo desconhecimento, não voltará a ser a mesma. Você sempre esteve aqui até aquela quinta-feira em que você desapareceu. E o seu desaparecimento se desenrola como um processo de morte e esquecimento. Você me dói. Você me dói e você não existe. Você me dói como doem as coisas que nunca existiram.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s